Parabelo – 1997

Ficha Técnica

Coreografia: Rodrigo Pederneiras
Música: Tom Zé e Zé Miguel Wisnik
Cenografia: Fernando Velloso e Paulo Pederneiras
Figurino: Freusa Zechmeister
Iluminação: Paulo Pederneiras

Créditos

Arnaldo Antunes gentilmente cedido
pela BMG Brasil Ltda.

Piano acústico nas faixas Assum branco e Cego com cego
gravado no Estúdio Panorama – UNESP/FASM

Gravado no Estúdio Rosa Celeste, São Paulo ,
de janeiro a março de 1997

Produção musical com participação
na confecção dos arranjos:

Paulo Tatit e Ale Siqueira

Produção Executiva: Grupo Corpo

Agradecimentos

Neusa Martins e Laura Vinci,
Guilherme Wisnik, grupo Mestre Ambrósio,
Márcio Soares, José de Siqueira e Silva,
D. Lina Tatit, Raulinda, Agostinha.

Foto Capa e Encarte:
José Luiz Pederneiras

Projeto Gráfico:
Lúcia Nemer e Guilherme Sear

Músicas

1. Emerê 4:18
2. Emoremê 4:47
3. Assum branco 4:16
4. Baião velho 5:08
5. Uauá 3:00
6. Canudos 4:09
7. Bendegó 4:15
8. Cego com cego 4:09
9. Xiquexique 7:14

Letras:

1. Emerê 
(Tom Zé e Zé Miguel Wisnik) 67280218

Vozes: Tom Zé 
Violão: Gilberto Assis 
Rabeca: Siba
Teclado: Zé Miguel Wisnik 
Pilão: Paulo Tatit 

 

2. Emoremê
(Tom Zé e Zé Miguel Wisnik) 67280226 

 

Vozes: Tom Zé, Zé Miguel Wisnik, Luanda, Nilza Maria 
Bandolim: Jarbas Mariz 
Guitarra: Marco Prado 
Percussão: Marcos Suzano 

 

 
3. Assum branco 
(Tom Zé e Zé Miguel Wisnik) 67280161

 

Piano: Zé Miguel Wisnik 
Violão: Gilberto Assis
Sanfona: Toninho Ferragutti 

 

4. Baião velho 
(Tom Zé e Zé Miguel Wisnik) 67280170

Vozes: Tom Zé, Zé Miguel Wisnik e Paulo Tatit
Violão, Baixolão, e Baixo: Gilberto Assis 
Violão: Marco Prado
Rabeca: Siba 
Percussão: Marcos Suzano
Fonte (serrote): Paulo Tatit
 
5. Uauá 
(Tom Zé e Zé Miguel Wisnik) .67280234 
Vozes: Luanda, Nilza Maria Fontes 
(apito, gaita de chaveiro, garrafas): Gilberto Assis 

 

6. Canudos 
(Tom Zé e Zé Miguel Wisnik) 67280196
Bandolim:Jarbas Mariz 
Guitarra: Marco Prado 
Baixo: Gilberto Assis
Rabeca: Siba 
Teclados: Zé Miguel Wisnik 
Bateria:Lauro Léllis
Percussão: Marcos Suzano 
Vozes: Luanda, Nilza Maria
7. Bendegó 
(Tom Zé e Zé Miguel Wisnik) 67280188
Voz e assovios: Tom Zé 
Violões: Paulo Tatit e Alê Siqueira
Guitarra: Marco Prado 
Baixo: Gilberto Assis 
Teclado: Zé Miguel Wisnik 
Bateria: Lauro Lellis 
Percussão: Marcos Suzano9. Xiquexique 
(Tom Zé e Zé Miguel Wisnik) 67280242
Vozes: Arnaldo Antunes, Nà Ozzetti, Luanda, Nilza Maria,
Tom Ze, Zé Miguel Wisnik, Paulo Tatit Sanfonas.: Toninho Ferragutti
Violão e Baixolão: Gilberto Assis 
Bandolim: Jarbas Mariz
Guitarra: Marco Prado Percussão: Marcos Suzano
Fontes (bochexaxado, bexiguinha no dente): Tom Zé, Neto

eu vi o cego lendo a corda da viola
cego com cego no duelo do sertão
eu vi o cego dando nó cego na cobra
vi cego preso na gaiola da visão
pássaro preto voando pra muito longe
e a cabra cega enxergando a escuridão

eu vi a lua na cacunda do cometa
vi a zabumba e o fole a zabumbá
eu vi o raio quando o, céu todo corisca
e o triângulo engulindo faiscá
via galáctea branca  na galáctea preta
eu vi o dia e a noite se encontrá

eu vi o pai eu vi a mãe eu vi a filha
via novilha que é filha da novilhá
eu vi a réplica da réplica da bíblia
na invenção dum cantador de ciençá
vi o cordeiro de deus num ovo vazio
fiquei com frio te pedi pra me esquentá

eu via a luz da luz do preto dos seus olhos
quando o sertão num mar de flor esfloresceu
sol parabelo parabelo sobre a terra
gente só morre para provar que viveu
eu vi o não eu vi a bala matadeira
eu vi o cão, fui nos óio e era eu

8. Cego com cego
(Tom Zé e Zé Miguel Wisnik) 67280200
Vozes: Gilvanete Rocha Silva, Nà Ozzetti, Luanda, Nilza Maria, Tom Zé,
Zé Miguel Wisnik 
Viola e Rabeca: Siba 
Piano: Zé Miguel Wisnik
Fontes (cordas esfregadas, cincerros): Paulo Tatit, Alê Siqueira, Zé Miguel WisnikI

eu vi o cego lendo a corda da viola
cego com cego no duelo do sertão
eu vi o cego dando nó cego na cobra
vi cego preso na gaiola da visão
pássaro preto voando pra muito longe
e a cabra cega enxergando a escuridão

eu vi o pai eu vi a mãe eu vi a filha
via novilha que é filha da novilhá
eu vi a réplica da réplica da bíblia
na invenção dum cantador de ciençá
vi o cordeiro de deus num ovo vazio
fiquei com frio te pedi pra me esquentá

repete I

eu via a luz da luz do preto dos seus olhos
quando o sertão num mar de flor esfloresceu
sol parabelo parabelo sobre a terra
gente só morre para provar que viveu
eu vi o não eu vi a bala matadeira
eu vi o cão, fui nos óio e era eu 

repete I

eu vi a lua na cacunda do cometa
vi a zabumba e o fole a zabumbá
eu vi o raio quando o, céu todo corisca
e o triângulo engulindo faiscá
via galáctea branca  na galáctea preta
eu vi o dia e a noite se encontrá